• Lucas Portilho

Cosméticos Multifuncionais


O que são cosméticos multifuncionais

Produtos cosméticos multifuncionais, como o próprio nome já diz, são produtos que proporcionam vários benefícios em apenas uma aplicação. Vamos pegar o exemplo de um homem que deseja usar um produto após fazer a barba. A pele desse homem precisará de um produto calmante, pois a gilete pode causar micro-lesões, o creme de barbear geralmente deixa a pele ressecada, por isso é importante um bom hidratante, além disso já pensou se a barba crescesse mais devagar? Existem ativos que fazem isso e não devemos esquecer do protetor solar. Imagine se tivéssemos um único produto com todos esses benefícios? Cicatrizante e calmante, hidratante, redutor do crescimento de pelos e com FPS 30. Isso é uma realidade e um belo exemplo de um produto multifuncional.

Qual a história deles?


O principal motivo do aparecimento dos produtos multifuncionais foi proporcionar praticidade, mas a concorrência entre inúmeras marcas também impulsionou o aparecimento desse tipo de produto. Quando uma empresa lança um produto com 3 benefícios em 1 só produto, as demais marcas começam a perder mercado, o que leva a necessidade das outras empresas inovarem e lançarem o 4 em 1, assim não ficam atras nas vendas. Não demora para que o 5 em 1 apareça e assim por diante. Uma guerra entre marcas para conquistar o público. Existem também produtos multifuncionais que são criados para obter redução fiscal. No Brasil existe uma carga tributária bem diferente para classes de produtos cosméticos. Um exemplo são os perfumes e colônias que chegam a ser taxados em 47% (IPI) enquanto os desodorantes apenas 7%. Assim nasceram as Deo-colônias, uma forma de lançar um perfume ou colônia com uma carga tributária bem menor (7%).

Quais as tendências reais?

Os produtos multifuncionais relacionados com proteção solar já são uma realidade. Existem filtros que clareiam, que reduzem rugas, hidratam, já servem como base. Os BB, CC, DD creams são exemplos reais de produtos multifuncionais, chegando a acumular até 12 benefícios em um único produto.

Em relação aos produtos capilares a mesma coisa, shampoos que limpam, condicionam e dão brilho. Dispensam o uso de condicionadores. Sabonetes de banho que limpam e hidratam, dispensando o uso de hidratante após um banho quente. Até perfume hidratante é possível fazer.

Em relação a necessidade creio que tudo que poderia ser criado para a pele, já foi criado. A busca agora é para conseguir resultados no menor período de tempo possível. Produtos multifuncionais que prometem benefícios em 30 dias, agora buscam alcançar os mesmos resultados em 15 dias, depois buscarão tecnologias para reduzir para 7 dias até chegarem no maior desejo de todo consumidor, o resultado imediato.

Como podemos ver, existem inúmeros produtos, tanto para rosto quanto para corpo. A maioria cumpre com todos os benefícios prometidos, afinal no Brasil é obrigatório comprovar aquilo que é prometido na rotulagem do produto.


Quais aspectos científicos estão relacionados ao desenvolvimento desses cosméticos?

A ciência dos cosméticos está muito avançada nos dias de hoje, existem centros de pesquisa espalhados em todo mundo que possuem equipamentos de última geração que conseguem avaliar quais genes de um determinado indivíduo está aumentado ou reduzido, e sabendo essas informações é possível até fazer um produto multifuncional personalizado, com ativos que aquela pessoa realmente precisa. Por exemplo, se uma pessoa apresenta redução do gene que estimula a síntese do colágeno e aumento dos gene

s relacionados a manchas de pele, é possível fazer um produto que atua especificamente neste genes e o indivíduo terá aumento do colágeno e redução de manchas.

Existem tecnologias que conseguem levar um determinado ativo para a célula escolhida, por exemplo, se queremos fazer a pele produzir colágeno, é importante que o ativo consiga chegar nos fibroblastos, que são células responsáveis pela produção do colágeno. Utilizando essa nova tecnologia é possível levar o ativo diretamente no fibroblasto.

Existe um grande esforço da a indústria para disponibilizar esses produtos aos consumidores, com investimentos em centros de pesquisa, por exemplo?

Com certeza o investimento em pesquisa e desenvolvimento é algo realizado por muitas indústrias. Nosso laboratório por exemplo investe muito em pesquisa e o resultado disso são produtos multifuncionais com o primeiro filtro solar do Brasil que protege a pele e ainda permite a síntese de vitamina D.

Produtos com FPS não substituem o protetor solar, certo? Apenas complementam a proteção?

Produtos multifuncionais com FPS existem de duas formas: a primeira é um filtro solar com benefícios agregados, por exemplo, um filtro solar com FPS 30, UVA 10 e ação antirrugas. Esse é um legitimo filtro solar. Mas o outro exemplo é um produto antirrugas com FPS 30. Nesse caso, se o produto não apresenta proteção UVA, ele não é considerado um filtro solar, é um legítimo produto multifuncional.

#cosmeticosmultifuncionais

560 visualizações
  • 1024px-Telegram_logo.svg
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
revista,bannersite.jpg

© 2010 lucasportilho.com • Todos os direitos reservados.