Atualização científica sobre a hidroquinona

Meus Amigos!


Ao invés de ficar pesquisando no Google em sites não científicos os efeitos benéficos e maléficos da hidroquinona, segue uma publicação recente sobre o ativo.


A hidroquinona é um ingrediente medicamentoso no Brasil, ou seja, nada de usar em cosméticos. A confusão sobre ela ser proibida, vem exatamente aqui, ela é proibida em cosméticos, mas permitida em medicamentos.


Outro ponto que essa publicação aborda é seu uso em gestantes, ela está na categoria C do FDA. Cerca de 35 a 45% da dose tópica de hidroquinona é absorvida sistemicamente. Os estudos atuais não mostraram um risco aumentado de malformações ou efeitos adversos em mulheres grávidas, mas recomenda-se minimizar a exposição devido à absorção substancial. A segurança de mães e crianças que amamentam permanece indefinida e, como tal, as mulheres que amamentam devem evitar este medicamento.


A ocronose, que é uma mancha azul-preta ou cinza-azulada é citada como rara e mais comumente observado em pacientes que utilizam alta concentração de hidroquinona por um longo período em grandes áreas do corpo.



Enfim, apesar de ser polêmica, creio que devemos sempre buscar fontes confiáveis a abandonar os blogueiros e blogueiras que brincam de profissional da saúde.


Está liberado na integra, aproveita pra compartilhar com seu colega que também é Profissional da Saúde.


Abraços e se cuidem!

Lucas Portilho


Schwartz C, Jan A, Zito PM. Hydroquinone. 2022 May 8. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2022 Jan–. PMID: 30969515.


#lucasportilho #icosmetologia #consulfarma #dermatologia #estética #farmaciaestetica#farmacia #biomedicinaestetica

407 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • 1024px-Telegram_logo.svg
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram